As principais atividades desenvolvidas por um enfermeiro na CME

Saiba qual o papel do enfermeiro na CME

Que a Central de Material e Esterilização é super importante para o bom funcionamento de qualquer unidade clínica e/ou hospitalar você com certeza já sabe. Mas você conhece o papel de um enfermeiro na CME? 

Esse profissional é indispensável para o setor! Neste artigo vamos falar sobre as funções que ele desempenha. Mas primeiro, vamos recapitular o que é uma CME. Confira!

A Central de Materiais e Esterilização – CME pode ser considerada o coração do hospital. É esse setor que vai garantir o bom funcionamento do centro cirúrgico, recebendo, tratando e esterilizando todos os instrumentos utilizados no hospital fazendo um controle rígido no controle de qualidade.

A existência dessa central é para garantir o bem-estar dos pacientes. É essa central que tem a responsabilidade sobre a esterilização de todos os instrumentos cirúrgicos e todos os produtos reutilizáveis dentro de um hospital. É o local onde esses dispositivos são limpos, preparados, acondicionados, esterilizados, guardados e distribuídos, e deve funcionar 24 horas por dia.

Leia o conteúdo completo no nosso blog: Você sabe o que é CME e quais 7 melhores dicas para a gestão?

Qual o papel do enfermeiro na CME?

Cabe ao enfermeiro responsável pela CME, a coordenação, supervisão e avaliação de todas as etapas do processamento dos produtos de saúde que entram na Central. 

Por isso, o ideal é que o profissional de enfermagem tenha conhecimento prático e teórico sobre as diferentes etapas desenvolvidas na CME, incluindo as substâncias mais indicadas para cada uma das tarefas e como avaliar a efetividade.

Confira abaixo as principais atividades de um enfermeiro na CME!

1º Planejamento e gerenciamento de tarefas

O enfermeiro na CME deve planejar, coordenar e executar as tarefas. Inicialmente ele deve: 

  • Conferir a estrutura física da CME;
  • Fazer o levantamento da rotina;
  • Verificar o estado dos equipamentos;
  • avaliar o desempenho individual de cada funcionário, dentre outras atividades.

Tendo em mãos essas informações, o gestor deve traçar um plano visando a melhoria das ações. Também é importante que o enfermeiro coordene as atividades do departamento, supervisionando os funcionários, a identificação dos indicadores biológicos ou químicos inseridos no processo e a eficiência do serviço.

Leia também: As vantagens de adotar um software de gestão hospitalar

2º Garantir que seja feito o uso do EPI

O uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs) é fundamental para garantir a segurança dos colaboradores. Eles impedem o contato direto com fluidos corporais e sangue presentes nos equipamentos médicos.

Cada um dos itens de proteção tem uma função específica, as máscaras protegem contra partículas contaminadas em formato aerosol, as luvas protegem durante o manuseio e o jaleco atua na prevenção de respingos em outros locais da roupa do funcionário. Os EPIs também são importantes para garantir que a esterilização dos materiais não seja comprometida.

Portanto, o enfermeiro na CME deve fazer a fiscalização e se assegurar do uso correto dos equipamentos de proteção em todos os ambientes do setor.

3ºConectar as etapas 

Outra importante função do enfermeiro na CME é fazer a conexão entre as etapas. O expurgo, preparo e montagem de material são etapas que contam com características individuais e rotinas diferentes.

Estando ciente dessas diferenças, o enfermeiro deve atuar no monitoramento de todas as áreas, evitando atrasos e erros que comprometam o fluxo. Para isso, a troca de informações entre as áreas deve ser clara e objetiva, mediada pelo enfermeiro responsável.

Viu como a atuação do enfermeiro na CME é importante? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo. Aproveite e leia também: 3 vantagens no aluguel de ambulâncias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>